Tecnologia e Ciência

  • Lenovo ThinkStation P330 Torre: alta performance, durabilidade e tecnologia de ponta

    A ThinkStation P330 Torre vem com processador Intel Xeon e placa de vídeo NVIDIA Quadro, ideais para quem trabalha nas áreas de criação, análise de dados e desenvolvimento.

  • Magalu cria processo seletivo de trainee exclusivo para negros

    Nas redes sociais, a processo seletivo de trainee exclusivo para profissionais negros recebeu apoios e críticas; Magalu afirmou que vai seguir com este modelo

  • ShowmeCAST #04: PlayStation 5, melhores serviços de streaming e problemas com o TikTok

    No quarto episódio do ShowmeCAST falamos do lançamento do PlayStation 5, serviços de streaming e polêmicas com o TikTok, além de dicas sobre microfones

  • Os vencedores do Emmy 2020 e os melhores momentos da premiação

    A 72ª edição do Emmy ocorreu na noite de domingo (20). Confira a lista dos ganhadores e dos melhores momentos do Emmy 2020.

  • Microsoft compra controladora da Bethesda por US$7,5 bi

    <div class="media_box full-dimensions660x360"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/xbox-servico-nuvem-11092020164027952?dimensions=660x360" title="Com a compra do estúdio, empresa aumenta oferta de games em seu catálogo" alt="Com a compra do estúdio, empresa aumenta oferta de games em seu catálogo" /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">Com a compra do estúdio, empresa aumenta oferta de games em seu catálogo</span> <span class="credit_box ">Reuters/Kevork Djansezian</span> </div> </div> <p> A Microsoft anunciou nesta segunda-feira (21) que irá adquirir a ZeniMax Media por US$ 7,5 bilhões (R$ 40,5 bilhões), fortalecendo a oferta de jogos do Xbox com o estúdio por trás de títulos como "Fallout" e "Doom".</p> <p> A ZeniMax é a proprietária da Bethesda Softworks, que também desenvolveu sucessos como "The Elder Scrolls", "Wolfenstein" e "Dishonored".</p> <div class="related_content"> <h6>Veja também</h6> <ul> <li><a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/por-que-a-microsoft-deixou-855-computadores-no-fundo-do-oceano-por-dois-anos-16092020">Por que a Microsoft deixou 855 computadores no fundo do oceano por dois anos</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/microsoft-lancara-smartphone-de-tela-dupla-com-android-a-r-7660-12082020">Microsoft lançará smartphone de tela dupla com Android a R$ 7.660</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/microsoft-mira-rival-sony-com-novo-servico-de-jogos-em-nuvem-11092020">Microsoft mira rival Sony com novo serviço de jogos em nuvem</a></li> </ul> </div> <p> A Microsoft disse que planeja trazer os futuros jogos da Bethesda para seu serviço de assinatura mensal Xbox Game Pass quando forem lançados no Xbox e computadores. O Game Pass agora tem mais de 15 milhões de assinantes, acrescentou a Microsoft.</p> <p> O setor de games tem se beneficiado devido à forte demanda de jogadores isolados durante a pandemia de covid-19, e a Microsoft aposta em oferecer aos usuários muitas maneiras de jogar por meio de seu serviço de nuvem e consoles com preços diferentes.</p> <p> A Microsoft disse que o negócio com a ZeniMax será fechado no segundo semestre do ano fiscal de 2021 e terá um impacto mínimo no lucro operacional ajustado nos anos fiscais de 2021 e 2022.</p> <p> <strong>LEIA TAMBÉM: Hora de dar adeus: Microsoft marca data para o fim do Internet Explorer</strong></p> <iframe frameborder="0" id="iframe-gallery" src="/embeds/gallery/5f3ec8a54b49559263000707" style=" width: 790px; overflow: hidden; height: 750px;"></iframe>

  • Juíza suspende ordem do governo Trump para remover WeChat

    <div class="media_box full-dimensions660x360"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/2018/02/09/3cqfmzd77g_1ns45146dl_file?dimensions=660x360&amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=660x360&amp;amp;crop=810x442+0+10&amp;amp;&amp;amp;resize=660x360&amp;amp;crop=810x442+0+10" title="Aplicativo chinês foi classificado como uma ameaça ao país pelo presidente Trump" alt="Aplicativo chinês foi classificado como uma ameaça ao país pelo presidente Trump" /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">Aplicativo chinês foi classificado como uma ameaça ao país pelo presidente Trump</span> <span class="credit_box ">Reprodução</span> </div> </div> <p> Uma juíza dos Estados Unidos bloqueou, no domingo (20), a ação do governo Trump de exigir que Apple e Google removam o aplicativo de mensagens chinês WeChat para downloads.</p> <p> A juíza Laurel Beeler, de San Francisco, afirmou em um despacho que os usuários do WeChat que entraram com uma ação judicial "mostraram sérias dúvidas quanto ao mérito da reclamação da Primeira Emenda".</p> <div class="related_content"> <h6>Veja também</h6> <ul> <li><a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/bytedance-escolhe-oracle-como-parceira-do-tiktok-nos-eua-14092020">ByteDance escolhe Oracle como parceira do TikTok nos EUA</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/tiktok-diz-nao-ter-escolha-a-nao-ser-processar-governo-trump-24082020">TikTok diz não ter escolha a não ser processar governo Trump</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/tiktok-remove-380-mil-videos-de-discurso-de-odio-nos-eua-20082020">TikTok remove 380 mil vídeos de discurso de ódio nos EUA</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/investidores-estimam-que-tiktok-vale-mais-de-r-250-bilhoes-30072020">Investidores estimam que TikTok vale mais de R$ 250 bilhões</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/internacional/o-que-esta-por-tras-da-escalada-de-tensoes-da-china-com-potencias-globais-24072020">O que está por trás da escalada de tensões da China com potências globais</a></li> </ul> </div> <p> Sua decisão de 22 páginas acrescentou que as proibições "carregam substancialmente mais discurso do que o necessário para servir aos interesses significativos do governo na segurança nacional, especialmente dada a falta de canais substitutos para a comunicação".</p> <p> Na sexta-feira, o Departamento de Comércio dos EUA emitiu uma ordem citando motivos de segurança nacional para bloquear o aplicativo da Tencent. O Departamento de Justiça pediu à juíza Beeler que não suspendesse a determinação. A Tencent e o Departamento de Justiça não comentaram imediatamente.</p> <p> A liminar preliminar de Beeler também bloqueou a ordem do Departamento de Comércio que teria barrado outras transações com o WeChat nos EUA, o que poderia ter reduzido drasticamente a usabilidade do site nos EUA. O Departamento de Comércio não comentou imediatamente.</p> <p> O WeChat tinha uma média de 19 milhões de usuários ativos diariamente nos EUA, disse a empresa de análise Apptopia no início de agosto. É popular entre estudantes chineses, americanos que vivem na China e alguns americanos que têm relacionamentos pessoais ou de negócios na China.</p> <p> Beeler escreveu que "certamente o interesse geral do governo pela segurança nacional é significativo. Mas neste aspecto - embora o governo tenha definido que as atividades da China levantam preocupações de segurança nacional significativas - ele apresentou escassas evidências de que a proibição do WeChat para todos os usuários dos EUA aborda essas preocupações".</p> <p> <strong>LEIA TAMBÉM: Mulher alemã pode ser a primeira vítima fatal de um ciberataque</strong></p> <iframe frameborder="0" id="iframe-gallery" src="/embeds/gallery/5f651dbcca90848d99000075" style=" width: 790px; overflow: hidden; height: 750px;"></iframe>

  • Vamos Parcelar: uma fintech que revoluciona o mercado de pagamentos

    <div class="media_box full-dimensions660x360"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/pedro-rosa-e-ceo-da-vamos-parcelar-foto-reproducao-inova360-21092020140041394?dimensions=660x360" title="Pedro Rosa é CEO da Vamos Parcelar (Foto: Reprodução/ Inova360)" alt="Pedro Rosa é CEO da Vamos Parcelar (Foto: Reprodução/ Inova360)" /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">Pedro Rosa é CEO da Vamos Parcelar (Foto: Reprodução/ Inova360)</span> <span class="credit_box ">Programa Inova 360</span> </div> </div> <div class="media_box full-dimensions660x360"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/pedro-rosa-e-ceo-da-fintech-vamos-parcelar-foto-reproducao-inova360-21092020140041714?dimensions=660x360" title="Pedro Rosa é CEO da fintech Vamos Parcelar (Foto: Reprodução/ Inova360)" alt="Pedro Rosa é CEO da fintech Vamos Parcelar (Foto: Reprodução/ Inova360)" /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">Pedro Rosa é CEO da fintech Vamos Parcelar (Foto: Reprodução/ Inova360)</span> <span class="credit_box ">Programa Inova 360</span> </div> </div> <p>Pedro Rosa é CEO da fintech Vamos Parcelar (Foto: Reprodução/ Inova360)</p> <p>Nesta semana, o <strong>Inova360</strong> preparou um especial sobre <em><strong>Fintechs</strong>,</em> startups que empregam tecnologia em soluções financeiras. O CEO da <a href="https://vamosparcelar.com.br/"><strong>Vamos Parcelar</strong></a>, Pedro Rosa, mostra como sua fintech revolucionou o mercado e vem empregando ações de tecnologia para colaborar na evolução do setor no Brasil.</p> <p><a href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/programa-inova-360/conheca-a-maior-holding-de-tecnologia-blockchain-da-america-latina-18092020"><strong>+ Conheça a maior holding de tecnologia blockchain da América Latina</strong></a></p> <p><a href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/programa-inova-360/covid-19-as-3-melhores-perguntas-que-uma-startup-deve-se-fazer-agora-31032020"><strong>+ Covid-19: as 3 melhores perguntas que uma startup deve se fazer agora</strong></a></p> <p>A Vamos Parcelar é um <em>marketplace</em> onde as pessoas pagam todas as suas contas em um único ambiente virtual. A Fintech de Pedro Rosa construiu solução para que contas governamentais possam ser pagas através do sistema e até financiadas diretamente no site.</p> <div class="media_box full-dimensions660x360"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/a-fintech-vamos-parcelar-financia-contas-publicas-em-ate-12-vezes-foto-reproducao-21092020140042087?dimensions=660x360" title="A fintech Vamos Parcelar financia contas públicas em até 12 vezes (Foto: Reprodução)" alt="A fintech Vamos Parcelar financia contas públicas em até 12 vezes (Foto: Reprodução)" /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">A fintech Vamos Parcelar financia contas públicas em até 12 vezes (Foto: Reprodução)</span> <span class="credit_box ">Programa Inova 360</span> </div> </div> <p>A fintech Vamos Parcelar financia contas públicas em até 12 vezes (Foto: Reprodução)</p> <h3>Fintech parcela contas públicas em até 12x</h3> <p>No geral, uma fintech se apropria de grandes soluções de tecnologia para que os métodos de pagamentos sejam otimizados. Sempre com práticas alinhadas ao Banco Central do Brasil, as startups geram soluções práticas para empresas e consumidores finais.</p> <p>Em entrevista ao Inova360, O CEO da Vamos Parcelar conta sobre seu negócio: “Você quer ter uma experiência para pagar contas? Fluída, intuitiva, em que você também pode parcelar em até 12 vezes e resolver na hora? Este lugar é o <em>marketplace</em> da Vamos Parcelar!”, conta Pedro Rosa sobre sua fintech.</p> <p>Veja a entrevista completa do CEO no vídeo abaixo:</p> <p><div class="media_box embed video_box full-dimensionsundefined" data-name="youtube"> <iframe src="https://www.youtube.com/embed/DNUDQTPtbes?start=38" width="560" height="315" frameborder="0" allowfullscreen="allowfullscreen"></iframe> </div> </p> <p><a href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/programa-inova-360/kmaleon-premia-solucoes-de-marketing-e-commerce-e-customer-experience-15092020"><strong>+ Kmaleon premia soluções de marketing, e-commerce e customer experience</strong></a></p> <p><strong><a href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/programa-inova-360/ciencia-e-tecnologia-sao-aliados-na-era-da-integridade-21092020">+ Ciência e tecnologia são aliados na era da integridade</a></strong></p>

  • A silenciosa crise ambiental alimentada pelas máquinas de lavar roupas

    <p> Quando somada, a quantidade de microfibras sintéticas que vão para o ambiente quando lavamos nossas roupas é surpreendente.</p> <p> Cientistas americanos estimam que já tenhamos produzido cerca de 5,6 milhões de toneladas de poluição de microplásticos a partir de roupas com fibras sintéticas. É uma quantidade que se acumula no ambiente desde que começamos a usar poliéster e náilon em grande escala, na década de 1950.</p> <p> Pouco mais da metade dessa massa — 2,9 milhões de toneladas — provavelmente acabou em nossos rios e mares. Isso é o equivalente a sete bilhões de jaquetas de lã, dizem os pesquisadores.</p> <p> E cada vez mais esse problema de poluição por microplásticos das roupas sintéticas afeta também o solo.</p> <p> A equipe da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara (UCSB), que fez os cálculos, descobriu que as emissões desse poluente para o meio ambiente terrestre por ano (cerca de 176,5 mil toneladas) agora ultrapassaram as para corpos d'água (167 mil toneladas).</p> <p> O motivo? Os trabalhos de tratamento de esgoto tornaram-se muito bons em capturar as fibras despejadas pela máquinas de lavar.</p> <p> O que está acontecendo é que essas fibras capturadas, junto com o lodo da filtragem, estão sendo aplicadas (como parte de fertilizantes) em terras agrícolas ou simplesmente enterradas em aterros sanitários.</p> <p> "Ouço pessoas dizerem que o problema da microfibra sintética da lavagem de roupas vai ser resolvido à medida que o tratamento de águas de esgoto se tornem mais difundidos e mais eficientes em todo o mundo. Mas o que estamos fazendo realmente é apenas mover o problema de uma 'área' ambiental para outra", diz o pesquisador e ecologista Roland Geyer, da Universidade da Califórnia, à BBC News.</p> <p> Trabalhando com uma série de outros especialistas, Geyer já calculou a quantidade total de plásticos virgens já produzidos (8,3 bilhões de toneladas); e o fluxo anual de plásticos nos oceanos (cerca de 8 milhões de toneladas por ano).</p> <p>  </p> <div class="media_box full-dimensions660x360"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/particulas-de-microplasticos-21092020125139890?dimensions=660x360" title="Cientistas calculam que, por ano, ingerimos mais de 70 mil partículas de microplásticos" alt="Cientistas calculam que, por ano, ingerimos mais de 70 mil partículas de microplásticos" /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">Cientistas calculam que, por ano, ingerimos mais de 70 mil partículas de microplásticos</span> <span class="credit_box ">5Gyres/Oregon State University</span> </div> </div> <p>  Esses cálculos são extremamente complicados e envolvem modelos que recorrem a algumas suposições para preencher lacunas de dados do mundo real. Eles podem não ser 100% precisos em suas descrições dos problemas, mas ao menos fornecem alguns números importantes nos quais discussões sobre possíveis soluções podem se basear.</p> <p> Cerca de 14% de todo o plástico produzido é usado para fazer fibras sintéticas, principalmente para roupas. Quando essas roupas são lavadas, elas soltam pequenos fios que são muito mais finos do que um fio de cabelo humano.</p> <p> Para seu relatório recém-publicado na revista científica PLoS One, a equipe da UCSB tentou descobrir quantas roupas sintéticas foram produzidas nos últimos 65 anos ou mais; como foram usadas e como foram limpas.</p> <p> Considere a complexidade de tal avaliação: quantas pessoas em todo o mundo têm acesso a máquinas de lavar e quantas ainda lavam à mão; quantas dessas máquinas de lavar tem portas frontais e quantas tem portas em cima; quais os métodos e detergentes usados nas lavagens; entre outros fatores.</p> <p> Tudo isso afeta a quantidade de fibras eliminada pelas máquinas. Sabe-se, por exemplo, que as pás rotativas existentes em máquinas com a porta em cima aplicam muita pressão mecânica às roupas e, portanto, eliminam mais microfibras.</p> <p> <strong>Uma 'montanha' de plástico</strong></p> <p> Quando a equipe da UCSB fez sua análise levando em consideração todas essas variáveis, o número encontrado para a massa total de microfibras sintéticas emitidas pela lavagem de roupas no mundo todo entre 1950 e 2016 foi de 5,6 milhões de toneladas.</p> <p> Metade desse valor, porém, foi liberado apenas na última década. Isso é em parte uma consequência de armários cada vez mais lotados de roupas.</p> <p> Em 1990, dizem os pesquisadores, a média global de roupas por pessoa era de 8 kg. Em 2016, cada pessoa tinha em média 26 kg.</p> <p>  </p> <div class="media_box full-dimensions660x360"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/foto-de-uma-mulher-com-as-maos-dentro-de-uma-maquina-de-lavar-segurando-um-tecido-que-aparenta-ser-uma-roupa-21092020125140069?dimensions=660x360" title="Cada tipo de máquina de lavar utilizada solta uma quantidade diferente de microfibras sintéticas" alt="Cada tipo de máquina de lavar utilizada solta uma quantidade diferente de microfibras sintéticas" /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">Cada tipo de máquina de lavar utilizada solta uma quantidade diferente de microfibras sintéticas</span> <span class="credit_box ">Getty Images</span> </div> </div> <p> Para resolver o problema, é conjunto de soluções, comenta Jamie Woodward, do Departamento de Geografia da Universidade de Manchester. A equipe de Woodward foi a primeira a mostrar que os rios do Reino Unido podem estar fortemente contaminados com microplásticos.</p> <p> Essas soluções incluem a redução do uso de fibras sintéticas, a criação de filtros mais eficientes nas máquinas de lavar e o desenvolvimento de um melhor tratamento de resíduos (produzidos pelos seres humanos).</p> <p> "As microfibras representam um desafio particular porque escapam das estações de tratamento de esgoto aos trilhões — mesmo com tratamento avançado", afirma Woodward.</p> <p> Mas mesmo quando a poluição é filtrada pelas estações de tratamento, elas estão poluindo o ambiente terrestre. Ou seja, melhorar as infraestruturas de tratamento de esgoto só vai acentuar essa tendência.</p> <p> "É improvável que seja tecnicamente ou economicamente viável a remoção em grande escala de microfibras do meio ambiente", diz a pesquisadora Jenna Gavigan, principal autora da pesquisa científica publicada pela UCSB. "Então o foco precisa ser na prevenção de emissões."</p> <p> "Uma vez que as estações de tratamento de água de esgoto não reduzem necessariamente a poluição, nosso foco deve ser a redução das emissões para o meio ambiente", diz Gavigan.</p> <p> "Sabemos que os microplásticos estão no meio ambiente há décadas, mas ainda não sabemos qual seria um nível ambientalmente aceitável de contaminação por microplástico — em qualquer ambiente", diz Woodward.</p> <p> Isso ressalta a importância de pesquisas para compreender o impacto ecológico do microplástico em ambientes terrestres e aquáticos, diz o pesquisador. "A poluição microplástica é um fato da vida moderna. Ela veio para ficar e estamos apenas começando a entender as consequências", diz Woodward.</p> <p> "Fibras naturais como lã e algodão estão presentes em nossos rios e mares em concentrações significativas desde a Revolução Industrial. A durabilidade das fibras sintéticas significa que estarão no ambiente natural por muito mais tempo."</p> <p>  </p> <p>  </p>

  • Como escolher uma smart TV para a sua casa

    Quer comprar uma nova televisão para a sua casa? Saiba que fatores levar em consideração na hora de escolher uma Smart TV

  • Julgamento da greve dos Correios ocorre nesta segunda (21)

    Audiência de conciliação no dia 11 não firmou acordo entre manifestantes e empresa, e o julgamento da greve dos Correios pelo TST visa definir novo dissídio

Deixe uma resposta